Estamos diante de momentos turbulentos e quando o assunto é investimento, nos sentimos mais confortáveis ao optar por um modelo menos arriscado. Então, se você está em busca de empreender de forma a minimizar os riscos, a opção ideal para você é a franquia. A prévia da ABF mostra crescimento de 6,9% das franquias e expansão em unidades e redes. E nesse post vamos te contar tudo que você precisa saber para abrir a sua.

8 vantagens de se abrir uma franquia

Marca já estabelecida no mercado

Dessa forma você já conta com todo o público daquela marca consagrada no mercado. Assim, cabe ao fraqueado manter o padrão do negócio para manter os seus clientes e conquistar novos consumidores. Isso é super importante, pois te dará suporte, principalmente nos estágios iniciais do negócio quando muitos empreendimentos fecham as portas, trazendo vantagem competitiva e bom retorno do investimento feito.

– Testado e Aprovado

Iniciar uma marca do zero, não é impossível, mas é certamente mais arriscado e leva bastante tempo. Se você busca um retorno mais rápido e seguro, aposte na franquia. Trabalhar com marcas consolidadas no mercado faz toda a diferença e é uma grande vantagem.

– Suporte

Buscar por uma franquia é buscar uma operação de sucesso já realizada, testada e estabelecida pelo franqueador ao longo do tempo de existência do seu negócio.

Esse know how é fundamental na hora de selecionar o time e a forma de treiná-lo na sua operação.  É de interesse mútuo o sucesso do negócio, portanto, espera-se que o franqueador auxilie prestando consultoria e suporte em todas as áreas para os franqueados.

– Planejamento? Ok!

Por já estar rodando no mercado, as franquias já possuem um plano de negócios definido, redondo. E essa experiência é de extrema importância para o empreendedor que não tem o tempo e habilidade de mercado para definir pontos que podem ou não prejudicar o seu investimento. É sempre necessário estar atualizado em termos de valores com o mercado pretendido, o franqueador é a pessoa que está sempre por dentro dessas informações valiosas.

Preparar, apontar, instalar.

É muito comum que você já saiba de cara quanto gastará com as instalações do empreendimento e os gastos anteriores à abertura do negócio. Na maioria dos casos, a franquia tem como objetivo padronizar serviços e produtos, dessa forma o franqueador já terá preços comparativos de unidade piloto para reduzir ao máximo que essa etapa extrapole o orçamento e comprometa o fluxo de caixa da franquia.

 

– Marketing

Como você já deve imaginar, a essa altura do nosso post, a estrutura padrão da franquia também se aplica a estratégias de marketing. Claro que cada localidade tem suas especificidades, mas de modo geral, você já está incluído em um plano maior, previamente definido e aprovado, o que traz ainda mais segurança de ter o seu trabalho divulgado não só nas suas proximidades, mas em vários outros pontos, por onde a marca chega e atende. Geralmente o franqueado já recebe peças aprovadas havendo apenas a necessidade de reproduzir em sua localidade. Praticidade que te ajuda a divulgar seu negócio melhor e mais rapidamente.

– Motivação

Como o responsável pela gestão é o proprietário/proprietária, a franquia tem uma série de pontos positivos atrelados a esse fato como: compromisso de longo prazo, qualidade no atendimento, melhoria na qualidade operacional e inovação. Afinal, ninguém melhor para garantir o sucesso do seu negócio que você mesmo!

 

– Coletividade

Esse é bem simples de entender. O crescimento dos outros franqueados e do franqueador é o seu também. Nesse caso, a união literalmente faz a força.

 

DICAS PARA ESCOLHER SUA FRANQUIA

Agora que você já sabe as vantagens, selecionamos alguns pontos a se considerar na hora de escolher a sua franquia.

 

1 – Quanto você pode investir imediatamente?

É importante nesse momento que você conheça o quanto será necessário investir para colocar a operação em andamento, pois além disso você precisará de um capital de giro até que as coisas se equilibrem e você passe a lucrar de fato. Portanto, tenha todos os números na ponta do lápis, afinal, você não quer começar um negócio sem saber se terá condições de mantê-lo.

2- Conheça profundamente o segmento
Conhecer o sistema, suas vantagens, desvantagens e regras comuns aos diversos modelos que adotam este sistema. É preciso saber que no seguimento de Franchising você encontrará várias regras que precisará seguir, como constante supervisão e avaliação com base em vários indicadores de desempenho. Abrir um negócio do zero, sem suporte e sem garantias é um super risco. Dados (2019) mostram que apenas 15% das unidades de franquias fecham suas portas antes de completar 10 anos, enquanto o varejo tradicional tem chances crescentes de fechar as portas nos seus três primeiros anos. Falamos de 20% no primeiro, 30% no segundo e incríveis 40% no terceiro.

3 – Escolhendo a marca
Nada de escolher uma marca apenas por glamour ou modismo. A melhor forma de escolher é por identificação com seus princípios e valores, admirar ou consumir seus produtos. Tem que ter tudo a ver com você, afinal você vai estar à frente dela. No país existem mais de 2.900 redes franqueadoras, é possível checar todas elas no site da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

4 – O investimento que cada marca necessita

Depois de alguns filtros, como segmento, marca e local é necessário ser realista e checar quais das marcas cabem no seu orçamento.  Se preserve, não opte por investimentos que necessitam de 100% do seu orçamento, é sempre importante ter uma reserva, o que será impossível se você gastar tudo apenas para abrir. Lembre-se, algumas coisas são imprevisíveis. Se não houver outra fonte de renda o ideal é ter uma reserva que cubra seus gastos pelos primeiros 8 meses de funcionamento.

 

5 –  Grand Finale: decidindo a marca.
Se as marcas passaram por todos os filtros anteriores, agora é a hora de conhecê-las profundamente antes de bater o martelo. Avalie minuciosamente.

– Compare as taxas com as empresas concorrentes. Peça o Demonstrativo de Resultado de Exercício.

– Consulte a taxa de lucratividade e rentabilidade sobre o investimento

– O retorno do seu investimento, deverá acontecer antes do final do contrato (geralmente de 60 meses), no Brasil o payback costuma vir em média após 36 meses de operação ativa, dessa forma você recupera o investimento e consegue lucrar com ele.

6 – Documentação

No país, existe uma lei que regulamenta o Franchising no Brasil, Lei 8.955 de dezembro 1.994.

Conheça os documentos jurídicos:

  • O.F. (Circular de Oferta de Franquias) – A lei, prevê que deverá ser entregue pelo menos 10 dias antes da assinatura do contrato e pagamento de qualquer taxa;
  • Contrato de Franquia – assinado após ter recebido a C.O.F. (Circular de Oferta de Franquias) com prazo mínimo de 10 (dez) dias. Assinado com a pessoa jurídica.


7 – A localização perfeita:
Claro que todo investidor quer trabalhar com marcas consagradas e conhecidas, afinal isso é uma ótima vantagem como falamos acima, porém é preciso estudar se essas marcas já possuem operações em locais de grande potencial de venda. Inclua em sua lista de marcas pretendidas, segmentos promissores, novas marcas que podem crescer muito no futuro. Essa pode ser uma das maiores sacadas para que você decole nesse segmento.

 

A moda e o números do segmento.

Segundo o site Portal do Franchising e o Instituto Inteligência de Mercado (IEMI)  “As vendas de roupas movimentaram R$ 177 bilhões em 2016. Ainda falando de números, recentemente a Associação Brasileira de Franchising (ABF) calculou que, das 50 maiores de redes de franquias do País (em número de unidades), 14% delas são voltadas à moda e vestuário. No 2º trimestre de 2019 as franquias de moda viram seu faturamento subir 3,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.”

 

Alugar é o novo comprar

Com novas prioridades o comportamento dos consumidores impulsiona uma estratégia de negócio mais voltada para o acesso, e não a posse. O mercado de aluguel de roupas se demonstra crescente pelo mundo todo e sabemos que dentro da economia da locação de itens o segmento que mais cresce é o da moda.  É preciso se adaptar para atender essas novas demandas de um público mais consciente e inclinado à preferir ter acesso à um item, optando pelo aluguel.

De acordo com a Reuters, esse segmento deve evoluir a uma taxa de crescimento anual (CAGR) de 10,76% até 2023. Estima-se que essa tendência deva movimentar globalmente R$13 bilhões até 2023.

Esses dados demonstram uma nova forma de se relacionar das pessoas X produtos, trazendo à luz um outro tema relevante: a sustentabilidade.

No Brasil esse segmento não para de crescer e a franquia carioca PowerLook, fundada em 2016, está de olho nesse mercado e começou sua expansão para todo Brasil. A expectativa da empresa é abrir 40 unidades em 2021.

 

Benefícios de abrir uma franquia PowerLook

Consumo consciente

A indústria da moda é a segunda mais poluente do mundo.

Só no Brasil, cerca de 175 mil toneladas de resíduos têxteis são descartadas por ano, dos quais apenas 20% são reutilizados ou reciclados.

A atitude do consumidor pode fazer muita diferença para o meio ambiente. O conceito de closet compartilhado vem para mudar o jeito de se vestir. Por que comprar uma peça que muitas vezes será usada uma única vez, se podemos estar sempre com um look novo, sem ocupar espaço no armário e impactando menos o planeta?!

Nossa missão é construir um futuro melhor!

 

Suporte

A empresa oferece suporte em todos os momentos, desde a implantação, com a escolha do melhor ponto comercial, manuais operacionais, treinamentos constantes, suporte jurídico e administrativo, sistemas de gestão e estratégias de marketing, nos mais variados momentos.

 

Empresa Disruptiva

As empresas disruptivas criam soluções inovadoras a ponto de substituir um tipo de produto, serviço ou tecnologia, tal como a Uber, Netflix, Airbnb.

O Powerlook entra nesse grupo como pioneiro no mercado de moda compartilhada no Brasil.

Unindo sustentabilidade e tecnologia, essa nova forma de consumo vem para romper com os velhos hábitos do mercado de moda convencional, substituindo o ‘fast fashion’ pelo modelo de ‘closet compartilhado’.

 

Closet Nas Nuves

Com o conceito de “closet nas nuvens”, o PowerLook tem como objetivo trazer uma forma mais moderna e prática de consumir.

A pandemia veio para mudar radicalmente a maneira como vivemos e nos relacionamos, tanto uns com os outros, como com a natureza. O ato de alugar roupas abre inúmeras possibilidades para se ter no armário sempre algo novo e diferente, porém sem fazer parte de um consumo desenfreado.

Nossa loja online tem todo acervo das lojas físicas, e nela a cliente consegue saber em qual unidade está a peça escolhida, em qualquer dispositivo com acesso a internet, sem sair do conforto da sua casa.

 

Clube de assinaturas

Com o clube de assinaturas o cliente tem todo closet a sua disposição, e basta escolher o plano que mais combina com seu perfil. O melhor de tudo é não precisar se preocupar em armazenar ou cuidar das roupas. Tudo é muito simples e prático e com valores super acessíveis para todos. Com planos semestrais e anuais, você aluga, arrasa e devolve.

 

Marcas renomadas 

O Powerlook conta hoje com mais de 80 marcas nacionais e internacionais à disposição dos clientes.

 

Lucratividade

A franquia oferece um excelente modelo de negócios para investir, com retorno rápido e alto potencial de lucro.

Quer saber mais sobre como ter a própria franquia PowerLook?